Blog

História do atendimento telefônico (parte 2)

Em 1953 Chad foi nomeado para a paróquia de St. Stephen em Londres e ali ele fundou OS SAMARITANOS baseado na idéia de que uma pessoa comum, após receber um bom treinamento, poderia atender pessoas em crise oferecendo um ouvido carinhoso. Nasceu, assim, o serviço de atendimento telefônico confidencial destinado a ouvir quem precisa conversar ou, nas palavras do próprio Chad: “um telefone de emergência para os suicidas”.

História do atendimento telefônico (parte 1)

O trabalho de prevenção do suicídio teve início em 1935 com o então jovem sacerdote Chad Varah. O rapaz fora designado para ajudar no funeral de uma garota que havia se matado por vergonha, pois suspeitava ter contraído alguma doença venérea. Qual não foi a surpresa do jovem sacerdote quando descobriu que a garota suicida não padecia de nenhuma doença, mas simplesmente vivenciara sua primeira experiência com a menstruação.

O suicídio no Brasil é um problema?

Segundo a OMS a taxa de suicídio no Brasil tem aumentado gradativamente desde os anos 2000. A última estimativa, com dados de 2015, indica que a cada 100.000 mortes mais de 6 foram causadas por suicídio. Contudo, este número pode ser bem maior atualmente (2021), pois além da tendência de aumento que existe desde os anos 2000, estamos enfrentando uma pandemia global que afeta a saúde mental de todos.

Novo canal de atendimento

Boa noite amigos. Acredito que todos nós passamos um ano difícil onde tivemos que nos adaptar a uma nova realidade. Para o Diskardec não foi diferente e com a pandemia ficou clara a necessidade de mudança no modo de atender.

“Bem-aventurados os pobres de espírito, porque deles é o Reino dos Céus”

Jesus situou, assim, a humildade espiritual em primeiro lugar, entre as virtudes que precisamos adquirir para merecermos a glória das almas redimidas.

"Bem-aventurados os pobres pelo espírito!"

Jesus proclama bem-aventurados, cidadãos do reino dos céus, agora e aqui mesmo, todos aqueles que são pobres, ou desapegados, dos bens terrenos, não pela força compulsória das circunstâncias externas e fortuitas, mas sim pela livre e espontânea escolha espiritual; os que, podendo possuir bens materiais, resolveram livremente despossuir-se deles, por amor aos bens espirituais, fiéis ao espírito do Cristo: “Não acumuleis para vós bens na terra – mas acumulai bens nos céus”.

Sermão da Montanha 1

Olá amigos do Diskardec!
Hoje iniciaremos uma sequência de estudos, intitulada “Sermão da Montanha”.